All deleted tweets from politicians

“Romeiro, romeiro, quem és tu? Ninguém.”

This may be an incomplete list. If you think we're missing someone, please send us their Name, Country/State, Political Party, Office they hold or are seeking and, of course, Twitter handle. Thanks!

RT @symeonbrown: RT @symeonbrown: 15 yrs ago Sadiq would have been headlined first British Asian mayor. Must discuss what change of language reveals https:/…

RT @AnaMartinsGomes: RT @AnaMartinsGomes: Tenho mais q fazer q ver um jogo de futebol. Mas, por razões políticas, que viva #Italia!

RT @noticiasaveiro: RT @noticiasaveiro: Aveiro / Teatro: ‘Mona Lisa’ no palco do CETA até 11 de julho noticiasdeaveiro.pt/aveiro-teatro-… via @Notícias de Aveiro

Paulo Pedroso (unknown) tweeted :

Muito bem António Costa. Pelos critérios da Secretária de Estado Ana Paula Zacarias terá violação o dever de neutralidade da Presidência da UE. Mas como tal dever não existe…

Paulo Pedroso (unknown) retweeted @ahmed :

RT @ahmed: RT @ahmed: Saudi ambassador: decision to launch military operation didn’t come lightly, we consulted with our allies and partners including…

Paulo Pedroso (unknown) retweeted @ahmed :

RT @ahmed: RT @ahmed: Please tell me who’s _not_ running twitter.com/WSJ/status/626…

Paulo Pedroso (unknown) tweeted :

As confederações patronais estão aqui carregadas de razão. As proibições têm que ser razoáveis, arbitrando prioridades. É claro, nas últimas semanas, que o justo equilíbrio entre restrições e permissões foi perdido pelo governo (e também pelas autarquias). publico.pt/1965000

RT @Rebeldiletante: @paulopedroso @joao_ferreira33 Com isto já estou totalmente de acordo, Paulo. Foi o que quis dizer com a legitimidade parlamentar. Os partidos são no parlamento representantes dos eleitores e têm uma legitimidade acrescida face à concertação social.

Paulo Pedroso (unknown) retweeted @manjos :

RT @manjos: Não sei se gosto mais do trabalho ou da história dela: a ama indistinta que durante décadas se dedicou obsessivamente a fotografar pelas ruas o que os outros não viam. A exposição de Vivian Maier foi prolongada até dia 26, em Cascais, e é mesmo a não perder. https://t.co/kmm1mXe4GP

RT @abelcosta98: É cada vez mais urgente discutir o direito de propriedade. Entre o atual estado de sacralização do direito de propriedade e a abolição total deste, há certamente uma solução melhor, mais justa, mais fraterna e mais igualitária para a nossa sociedade.